Newslleter

Receba nossos boletins informátivos em seu email.

  • Nome*
  • E-mail*
×
Mortes de 5 fetos são denunciadas em Sorriso
16 de Março de 2017

 

Mortes de 5 fetos são denunciadas em Sorriso

Silvana Ribas, repórter do GD

 

Em 10 dias cinco mulheres sofreram com interrupção da gravidez e morte de seus fetos, em variados períodos de gestação na cidade de Sorriso (420 km ao norte). As ocorrências envolvendo os natimortos apontam para deficiências no atendimento médico a gestantes nas unidades de saúde da cidade, entre elas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Hospital Regional.

 

Uma dos casos é de um menino que estava na 36ª semana de gestação e morreu entre domingo (12) e segunda-feira (13), depois da mãe peregrinar entre as duas unidades desde a quinta-feira (9). O pai Luís Carlos Fernandes assegura que a esposa ficou a tarde toda sentada no saguão do Hospital Regional e só foi atendida pela equipe médica depois que ele ameaçou chamar a imprensa.

 

Mas neste momento foi constatado que a criança já estava morta. Desde a quinta-feira a gestante procurava atendimento nas duas unidades. Era avaliada e mandada de volta para casa pelos médicos dos pronto-atendimentos. O marido chegou a comprar remédio para ser ministrado na Upa, que não tinha buscopam.

 

Na Upa a médica apontou dilatação de quatro centímetros e depois de ser encaminhada para o Regional o médico disse que a dilatação era de apenas dois dedos e mandou a gestante para casa.

 

Triste, Luís diz que para o filho dele, que já foi sepultado, não tem mais jeito, mas pede que alguma coisa seja ser feita para que outras mulheres grávidas não passem pelo mesmo sofrimento.

 

Conforme os atestados de óbito que o Gazeta Digital teve acesso as cinco mortes são as seguintes:

 

Dia 3 de março, às 10h23, natimorto masculino de Marciene Maria de Jesus Souza e Edgar Alves dos Reis.
Dia 9 de março, às 3h, natimorto masculino de 27 semanas de gestação de Ana Priscilla Santos e Romário Rodrigues Costa.
Dia 10 de março, óbito de natimorto masculino de Maria Eduarda Nascimento Almeida, com 39 semanas de gestação.
Dia 12 de março, morte intrauterina de menina com 39 semanas de gestação, ás 23 horas. Mãe Fernanda Triches e Tiago Felipe Kronchinski.
Dia 13 de março, às 20h40, natimorto masculino de 36 semanas de Luís Carlos Fernandes e Vitória de Souza Oliveira.

 

 

Arquivo/GD

As cinco gestantes tiveram óbitos confirmados no Hospital Regional 

 Em nota, a direção do Hospital Regional contesta que tenham sido registrados cinco óbitos,  afirmando que foram quatro casos. Uma gestante de 39 semanas, uma de 25 semanas, outra com  cerca de seis meses de gestação, todas encaminhadas pela Upa e outra de 39 semanas,  encaminhada pela médica de um posto de saúde do município. A diretora do Hospital Regional,  Lígia Souza Leite, garante ainda que “o levantamento minucioso de cada óbito fetal é feito  rotineiramente pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde”.

 Já a secretaria de saúde do município emitiu a seguinte nota sobre as mortes:

 

 

 

 

“É com muito respeito que a Secretaria de Municipal de Saúde e Saneamento vem através desta nota declarar seus sentimentos as mães e familiares enlutados. Informamos que os inquéritos sobre os fatos acontecidos no Hospital Regional de Sorriso serão feita pela esfera estadual e estaremos junto com a equipe e direção da instituição acompanhando os casos.

 

Ficamos profundamente entristecidos com estes fatos tão pesarosos. E nos colocamos a disposição dos familiares para prestar qualquer apoio que se fizer necessário neste momento tão delicado. Com pesar, Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento.”

 

Segundo assessoria do Ministério Público, o caso vem sendo acompanhado pela promotora Carla Marques Salati, da Terceira Promotoria Civil de Sorriso, que nos próximos dias deverá se manifestar sobre os fatos. 

 

 

fonte-gazetadigital

 

Vídeos

+ Ver todos

+ Lidas